Quero asas de borboleta azul, para que eu encontre o caminho do vento, o caminho da noite, a janela do tempo, o caminho de mim.



(Roseana Murray)



sábado, 6 de março de 2010

Canção do dia de sempre


"Tão bom viver dia a dia...

A vida assim, jamais cansa...
Viver tão só de momentos

Como estas nuvens no céu...


E só ganhar, toda a vida,Inexperiência... esperança...
E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.


Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.


Nada jamais continua,Tudo vai recomeçar!
E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas, atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas...


(Mário Quintana)

5 comentários:

Tiabetok disse...

""Viver tão só de momentos""

devemos pensar na consequencia de nossos atos, para que possamos colher frutos bons...a vida não é só um momento, mas o acúmulo deles...
bjinhos linda
amo
de paixão
Mario Quintana...

Sílvia disse...

Adorei o poema!

Um beijo

Sílvia disse...

Muito obrigada,

Essa volta há-de chegar :)

Sílvia disse...

Tirando o texto do cego e do publicitário que eu escrevi que era adaptado de outro blog, todos são meus :)

Sílvia disse...

Se puser o meu blog, tudo bem :)

Postar um comentário